quinta-feira, 17 de abril de 2014

A SIMBOLOGIA DA PÁSCOA

 

     Páscoa, do hebraico Pessach, significa passagem, através do grego Πάσχα, um evento religioso cristão. É considerada a maior e a mais importante festa do Cristianismo. Na Páscoa os cristãos celebram a Ressurreição de Jesus Cristo, depois da sua morte por crucificação, que teria ocorrido nesta época do ano em 30 ou 33 dC.  A Páscoa pode cair em uma data entre 22 de março e 25 de abril. O termo pode referir-se, também, ao período do ano canônico que dura cerca de dois meses, desde o domingo de Páscoa até ao Pentecostes.
     Na língua portuguesa, como em muitas outras línguas, a palavra Páscoa origina-se do hebraico Pesah. Os espanhóis chamam a festa de Pascua, os italianos de Pasqua, os franceses de Pâques. Provavelmente em outras línguas não saiu do hebraico, assim, tem-se: latim Pascha, azerbaijano Pasxa, basco Pazko, catalão é Pasqua, crioulo haitiano Pak, dinamarquês Påske, Pasko em esperanto, galês Pasg, Pasen em holandês, indonésio Paskah, Páskar em islandês, Paskah em malaio, em norueguês påske, Pasti em romeno, Pasaka em suaíle, påsk em sueco e Paskalya em turco.
     Na Páscoa, é comum a prática de pintar ovos cozidos, decorando-os com desenhos e formas abstratas; em grande parte dos países ainda é um costume comum, embora que em outros, os ovos tenham sido substituídos por ovos de chocolate. No entanto, o costume não é citado na Bíblia e portanto, isto é uma alusão a antigos rituais pagãos. A primavera, lebres e ovos pintados com runas eram os símbolos da fertilidade e renovação associados a deusa nórdica Gefjun.
     Os Símbolos da Páscoa são representações que fazem parte dos rituais da Semana Santa: círio pascal, coelho, trigo, uva, peixe, girassol, ramos de palmeira. Vejam-se o significado de cada um:
     O Círio Pascal  - É a vela que representa o Cristo Ressuscitado que deixou o túmulo, radioso e vitorioso. Na vela pascal, ficam gravadas as letras alfa e ômega, significando que Deus é princípio e fim. Os algarismos do ano também ficam gravados no Círio Pascal. Nas casas cristãs é comum o uso da vela no centro da mesa no almoço de Páscoa
     Os sinos - Cantam a alegria da Ressurreição expressa nos cânticos de Aleluia. Tocando, festivamente, anunciam novos tempos, alma nova para as pessoas.
     O coelho - Animal que se reproduz em grandes ninhadas, e por representar o nascimento, a vida, tornou-se símbolo da fertilidade. Está relacionado às festividades da Páscoa por representar a esperança de vida na Ressurreição de Jesus Cristo.
     O ovo - É o símbolo da vida que surge repentinamente, destruindo as paredes externas e irrompendo com vida. Simboliza a Ressurreição.
     Trigo e uva - Simbolizam o pão e o vinho da Santa Missa e, por seu grande significado com a Trindade Santa, traduzem, por excelência, o símbolo Pascal. Para a ornamentação da mesa de Páscoa, nada mais indicado que um centro feito com uvas e trigo, entre cestas de pães e jarras de vinho.
     O peixe - O peixe é um símbolo trazido dos apóstolos que eram pescadores. É um símbolo de vida, usado pelos primeiros cristãos, no acróstico IXTUS - peixe em grego.  As letras são as iniciais de "Iesus Xristos Theos Huios, Sopter", que significa "Jesus Cristo, Filho de Deus, o Salvador". Faz parte do ritual da Semana Santa comer peixe na Sexta Feira Santa, para lembrar o ritual dos 40 dias de jejum de carne, seguidos pelos cristãos durante a Quaresma.
     O girassol - O girassol tem um simbolismo especial, pois está sempre voltado para o Sol, astro-rei, assim como as almas das pessoas que devem estar viradas para o Divino – Sol, ou seja, Cristo Ressuscitado.
     Os ramos de palmeira - A Semana Santa começa com o Domingo de Ramos, que lembra a entrada de Jesus em Jerusalém, ocasião em que as pessoas cobriam a estrada com folhas de palmeira, para comemorar sua chegada. Hoje as folhas de palmeiras são usadas na decoração das Igrejas durante as comemorações da Semana Santa.
     A cor roxa - É símbolo da Páscoa. Existe uma flor de nome "Quaresmeira", que é conhecida como a flor que anuncia a Páscoa. Um dos motivos para receberem esse nome se deve a sua época de floração ser próxima ao período religioso denominado "Quaresma", que antecede à Páscoa. Outro motivo é a tonalidade de cor das flores ser muito próxima do roxo que representa a Páscoa.
     Então, a Páscoa não é simplesmente ovos e coelhos de chocolate, festa, presentes. É renascimento, renovação, festa da libertação. Época de repensar a vida e renová-la, de refletir sobre o menino que se tornou homem, morreu e ressuscitou, elevando-se ao céu, provando aos seres humanos que há uma força divina, maior, a reger a vida e os destino das pessoas. Que esta data renove em cada um a humildade e a sabedoria para irmanar-se ao outro, ainda mais nestes tempos adversos por que passa o Acre. Feliz  Páscoa!
    
DICAS DE GRAMÁTICA

ESTOU DE FÉRIAS ou ESTOU EM FÉRIAS, PROFESSORA?
- Estou em férias.  Isso por que a preposição deve ser utilizada para a indicação da circunstância de modo de ser ou estado. O substantivo férias, usado junto ao verbo estar, não indica o meio a ser utilizado, mas o estado em que se encontra a pessoa. Por isso o  adequado é dizer: “Estou em férias”.

Nenhum comentário:

A vida da gente é feita assim: um dia o elogio, no outro a crítica. A arte de analisar o trabalho de alguém é uma tarefa um pouco árdua porque mexe diretamente com o ego do receptor, seja ele leitor crítico ou não crítico. Por isso, espero que os visitantes deste blog LINGUAGEM E CULTURA tenham coerência para discordar ou não das observações que aqui sejam feitas, mas que não deixem de expressar, em hipótese alguma, seus pontos de vista, para que aproveitemos esse espaço, não como um ambiente de “alfinetadas” e “assopradas”, mas de simultâneas, inéditas e inesquecíveis trocas de experiências.