segunda-feira, 21 de setembro de 2009

O SIGNIFICADO DA TRAIÇÃO

O ser humano possui muitas facetas, fraquezas, e por isso mesmo é capaz de cometer muitas falhas, algumas mais graves que outras. Hoje estou a falar de traição, essa palavra tão dura, cruel, que põe fel na boca. É, ela, amiga número UM da discórdia, desarmonia, guerra, infelicidade. É inimiga da PAZ, do AMOR, da DOÇURA, do ENCANTO, da MAGIA entre duas pessoas. A traição é como um vaso que se quebra em pedaços, faz um coração sangrar, promove uma dor que dilacera o peito, uma descrença no outro, uma pouca fé, a perda de sonhos e ilusões. A traição é ato vil, covarde, que uma pessoa pratica contra outra.
De acordo com o Aurélio, a palavra traição vem do latim traditione e significa: 1.Ato ou efeito de trair (se). 2. Crime de quem, perfidamente, entrega, denuncia ou vende alguém ou alguma coisa ao inimigo. 3. Perfídia, deslealdade, aleivosia. 4. Infidelidade no amor. Teoricamente, traição é tudo isso. Mas esse ato envolve muitas outras coisas, entristece, faz sofrer, torna a confiança insignificante e desacreditada.
Traição é uma palavra simples, de sete letras, mas de um significado universal que expressa antes e tão somente: enganar a pessoa que se ama ou que se diz amar. Trair é, literalmente, enganar, submeter alguém a um engano não consentido. Um engano proposital, preparado, muito bem pensado. Por isso a traição supõe uma covardia e uma depravação detestável.
Talvez um dos aspectos mais difíceis da vida de qualquer ser humano seja lidar, de uma forma positiva, com a traição. Traição é um algoz insensível e faz feridas enormes na alma. É duro conviver com alguém após se descobrir sua deslealdade. E, estatisticamente falando, a chance de alguém ter sofrido por isso é quase de 100%.
A pessoa que traiu, antes de qualquer coisa, traiu a si próprio primeiro, antes de trair a outra pessoa, pois, perdeu a noção de enxergar as conseqüências da traição, bem como a perda de um valioso relacionamento, seja no nível pessoal e/ou profissional. Assim, ela se esquece que sua vida poderá ser arruinada por um ato impensado, um ato imaturo e imediatista. Vê-se, então, que a traição fere os direitos concernentes aos valores próprios do ser humano, que se projetam nos sentimentos.
A partir de 2001, se alguém quiser trair a esposa ou o marido, mesmo pela Internet, é melhor tomar cuidado. A traição pode custar caro. O novo Código Civil Brasileiro está se aprimorando, com várias novidades. Uma delas é a obrigatoriedade de indenização para a pessoa traída, mesmo que tenha sido uma traição virtual, ou pelos sites de bate-papo. Com isso, desamor e traição no casamento podem gerar indenização para a pessoa prejudicada.
É preciso lembrar que a colaboração, assim como a confiança e a lealdade, são palavras “mágicas” e imprescindíveis ao alcance do sucesso organizacional. Sem colaboração, confiança e lealdade, fica realmente muito difícil a caminhada a dois. Assim, construir uma relação de confiança é preciso que o outro inspire essa confiança. Não é traindo que se constrói uma vida de casal.
Sentimentos como vaidade, vingança, carência e as sensações de poder e perigo podem ser desculpas até plausíveis para a infidelidade, mas não vale a pena passar por cima de outros sentimentos e sensações, destruindo qualquer resquício de confiança. A sinceridade ainda é a melhor característica do ser humano a ser praticada nesses casos. Mesmo porque, como diz o ditado, a grama do vizinho é sempre mais verde. Até que se descobre ser artificial.

2 comentários:

VB disse...

mUITO OBRIGADO ERA TUDO QUE GOSTARIA DE LER NESTE MOMENTO.

VOCÊ ME FEZ SENTIR BEM MELHOR.

BJO.

Anônimo disse...

Muito obrigada,por você ter escrito esse texto, ao ler me senti outra pessoa,pela a forma de estar sofrendo pela perda de um grande laço de uma fidelidade,"confiança",mas na medida do possível tudo se acerta e se caixa em tudo no seu lugar. Pena que não vai trazer a pessoa que o amo de volta,a traição é o pior presente para um mês de namoro.

A vida da gente é feita assim: um dia o elogio, no outro a crítica. A arte de analisar o trabalho de alguém é uma tarefa um pouco árdua porque mexe diretamente com o ego do receptor, seja ele leitor crítico ou não crítico. Por isso, espero que os visitantes deste blog LINGUAGEM E CULTURA tenham coerência para discordar ou não das observações que aqui sejam feitas, mas que não deixem de expressar, em hipótese alguma, seus pontos de vista, para que aproveitemos esse espaço, não como um ambiente de “alfinetadas” e “assopradas”, mas de simultâneas, inéditas e inesquecíveis trocas de experiências.