segunda-feira, 21 de março de 2016

O VALOR DA AMIZADE



http://www.recados.etc.br/wp-content/uploads/2010/10/os-amigos.gif


A palavra amizade vem do latim amicus, que quer dizer amigo, que possivelmente se derivou de amore; amar. Há quem diga que a palavra veio do grego. Independente de sua etimologia, amizade é uma relação afetiva, a princípio, sem características romântico-sexuais, entre duas pessoas. Em sentido amplo, é um relacionamento humano que envolve o conhecimento mútuo e a afeição, além de lealdade ao ponto do altruísmo. Amizade é mais do que uma palavra, mais que uma união, mais que um sonho, mais que a realidade, mais que confiança, mais que sentimento, é um conhecimento mútuo, que leva a uma estima e afeição profunda de uma pessoa por outra. É um sentimento raro e precioso, difícil de se construir ao longo da vida.

Segundo os estudiosos, a amizade pode ter nascido a partir do instinto de sobrevivência da espécie, com a necessidade de proteger e ser protegido por outros seres. Alguns amigos se denominam "melhores amigos". Os melhores amigos muitas vezes se conhecem mais que os próprios familiares e cônjugues, funcionando como um confidente. Para atingir esse grau de amizade, muita confiança e fidelidade são depositadas entre aqueles seres que se denominam amigos.

Acontece, que na maior parte das vezes os interesses dos amigos são parecidos e eles demonstram um senso de ccooperação. Mas também há pessoas que não necessariamente se interessam pelo mesmo tema, mas gostam de partilhar momentos juntos, pela companhia e amizade do outro, mesmo que a atividade não seja a de sua preferência. Essas pessoas fizeram brotar, entre elas, o sentimento mais puro e belo da vida, aquele que nada pede e muito oferece.

Creio que a  amizade é uma das mais comuns relações interpessoais que a maioria dos seres humanos tem na vida.Em caso de perda da amizade, sugere-se a reconciliação e o perdão. O estudioso Carls Rogers, psicólogo norte-americano, diz que a amizade "é a aceitação de cada um como realmente ele é". Quem é amigo compreende o outro, aceita-o tal como é, sem críticas, respeitando-o, sempre.

A amizade comum costuma determinar, também, através da sabedoria popular, aquilo que se deve esperar como sendo componente de uma amizade ideal. Embora muitas vezes, na prática, alguns ou muitos destes componentes não estejam presentes na relação de amizade, a título informativo, algumas destas afirmativas podem ser assim enumeradas:

·  A tendência de desejar o melhor para o outro;

·  Simpatia e empatia;

·  Honestidade;

·  Lealdade;

   O fato real, concreto, desse afeto, é que ele leva a um sentimento de altruísmo e lealdade, ao ponto de se colocar os interesses do outro à frente de seu próprio interesse. Amizade resume-se em lealdade, confiança e amor, seja fraterno ou mais profundo. Assim, faz parte da amizade não exacerbar os defeitos do outro e dividir os bons e maus momentos.

  Por isso tudo diz-se que os amigos evitam ser sufocantes ao outro para que haja respeito nos direitos de cada um. Evitam, também, sufocá-los com exigências, para que não haja o risco de se perder a amizade.

  É fato que pessoas amigas se sentem atraídas por aquilo que elas são de verdade, pelo que possuem ou não possuem, pelo jeito como agem diante da vida. As verdadeiras amizades tudo suportam, tudo esperam, tudo creem e tudo perdoam pelo simples fato de existir entre eles o verdadeiro amor, também conhecido como amor storge = amor de amigos.

É difícil dizer alguma coisa sobre algo tão maravilhoso que se vive, se sente e se experimenta; pô-lo em palavras é quase impossível. Só se aprende mesmo o que é amizade vivendo. Amizade significa criar laços. É uma fonte que não retém a água para si (seria poço se o fizesse), mas a dá espontaneamente. O amigo também vai ao encontro de quem precisa e não espera que venham até ele. É renovação para quem dá e para quem recebe. É a descoberta de corações.



DICAS DE GRAMÁTICA



QUAIS AS FORMAS DE TRATAMENTO MAIS USUAIS?

- Um cardeal é Vossa Eminência. Um ministro é Vossa Excelência. Um prefeito também. Um reitor é Vossa Magnificência. Um padre é Vossa Reverendíssima. Um gerente de banco é Vossa Senhoria. Um coronel também. E o papa é Vossa Santidade e por aí vai.  Agora, para as pessoas, modo geral, no cotidiano, dizemos: VOCÊ!

QUAL O PLURAL DE QUALQUER, PROFESSORA?

- E o plural de qualquer é quaisquer: fazemos quaisquer serviços; estamos atentos a quaisquer sinais de melhora; quaisquer que sejam as notícias, saberemos como fazer.

Nenhum comentário:

A vida da gente é feita assim: um dia o elogio, no outro a crítica. A arte de analisar o trabalho de alguém é uma tarefa um pouco árdua porque mexe diretamente com o ego do receptor, seja ele leitor crítico ou não crítico. Por isso, espero que os visitantes deste blog LINGUAGEM E CULTURA tenham coerência para discordar ou não das observações que aqui sejam feitas, mas que não deixem de expressar, em hipótese alguma, seus pontos de vista, para que aproveitemos esse espaço, não como um ambiente de “alfinetadas” e “assopradas”, mas de simultâneas, inéditas e inesquecíveis trocas de experiências.