quarta-feira, 5 de agosto de 2009

O TEMPO PASSA


O tempo está sempre mudando a cada minuto, a cada segundo, a cada simples instante. Tic tac, tic tac, tic tac... a gente se debruça na janela, olha a árvore no quintal, um ninho de pássaro num galho lá no alto da árvore, o vento a balançar as folhas... Umas caem, outras não, e ainda tem aquelas que estão brotando e as que já secaram... e o tempo é imperativo, querendo ou não querendo ele passa! Ele passa para mim, para a árvore, para os pássaros, para as folhas, para todos. O tempo passa, SEMPRE!

Nenhum comentário:

A vida da gente é feita assim: um dia o elogio, no outro a crítica. A arte de analisar o trabalho de alguém é uma tarefa um pouco árdua porque mexe diretamente com o ego do receptor, seja ele leitor crítico ou não crítico. Por isso, espero que os visitantes deste blog LINGUAGEM E CULTURA tenham coerência para discordar ou não das observações que aqui sejam feitas, mas que não deixem de expressar, em hipótese alguma, seus pontos de vista, para que aproveitemos esse espaço, não como um ambiente de “alfinetadas” e “assopradas”, mas de simultâneas, inéditas e inesquecíveis trocas de experiências.