domingo, 1 de fevereiro de 2015

POETAR

 

Poesia...

é caminhar,
é habitar,
é falar,
é sentir,

é dizer,

é se dar...
Poesia...

é viver,
é correr.
é tecer,
é se envolver...
Poesia...

é momento,
é contentamento,
é encantamento,
é um instante,

é mil momentos....
Poesia...

é sonhar,
é perguntar,
é delirar,
é subliminar,

é idealizar...
Poesia ...

é tudo, em meio ao nada,

é vida em eternidade,

é sentimento corrente na ansiedade,

é um interrogar constante,

é a vida a todo instante...

Poesia ...

é verso,
é cada palavra,

é sonho em cada pensamento,

é dor, amor, ternura, muito sentimento,

é um mundo construído num momento...
Poesia...

é troca,
é expressão,

é amor,

é desilusão,

é esperança,

é festa dos dias que virão...

Poesia ...

é loucura,
é razão,

é paixão...

é uma quermesse no coração,

é alma de saudade,

é tormenta do coração...
Poesia...

é intensidade,
é intensa verdade,

é um grito de liberdade,

é a palavra saída do peito,

é um gemido em letras,

é um hino no leito...
Poesia...

é mais...
é vendaval,
é mágica,

é lágrima,

é nostalgia,
é o sobrenatural,

é coisa e tal...
Poesia...

é sol,

é céu,

é mar,
é terra,

é estrela,

é luar,

é vida para enfeitar...

Poesia ...

é muito mais...

é dizer sim,

é falar não,

é contar segredos,

é falar da paixão,

é dizer da dor,

é não silenciar pudor,

é contar façanhas do amor...

Poesia...

é amor,

é poetar,

é amar,

é esquecer,

é lembrar,

é dizer adeus,

é pensar nos sentimentos seus...

2 comentários:

Julio de Castro Menezes disse...

Uma obra perfeita, em forma e conteúdo. Cabe tudo no meu cora~]ao. Obrigada.

Anônimo disse...

Uma obra perfeita em forma e conteúdo. Cabe tudo no meu coração. Obrigado e desculpe os erros acima, é o teclado travado, vou corrigir

A vida da gente é feita assim: um dia o elogio, no outro a crítica. A arte de analisar o trabalho de alguém é uma tarefa um pouco árdua porque mexe diretamente com o ego do receptor, seja ele leitor crítico ou não crítico. Por isso, espero que os visitantes deste blog LINGUAGEM E CULTURA tenham coerência para discordar ou não das observações que aqui sejam feitas, mas que não deixem de expressar, em hipótese alguma, seus pontos de vista, para que aproveitemos esse espaço, não como um ambiente de “alfinetadas” e “assopradas”, mas de simultâneas, inéditas e inesquecíveis trocas de experiências.