quarta-feira, 17 de setembro de 2014

CARTA AO IWA


Luisa descendo Campos Jordão água de coco
Rio Branco, 10 de setembro de 2014


Ilma. Sra.
Prof.ª Dr.ª Teresinka Pereira
MD. Presidente da IWA - Embaixadora at Large do Parlamento Mundial dos Estados para Segurança e Paz e Presidente de Honra da IWA


Os meus cordiais e respeitáveis cumprimentos a Vossa Excelência, extensivos a todos os imortais dessa honrosa instituição IWA, que ora me acolhem como membro perene dentre as personalidades de 137 países do globo. Sinto-me muito pequena para um mundo tão gigante e valioso pelos escritores e poetas que agrega essa prestigiosa instituição.
Recebo o diploma de membro perene, com honra e humildade. Eu, nascida no Igarapé Humaitá, Seringal São Luís, habitado por algumas tribos indígenas – situado às cabeceiras do Rio Muru, distante de Tarauacá oito dias de barco, em meio a Floresta Amazônica -- nunca sonhei chegar tão longe e alcançar tão alta honraria. Por mais distante que os sonhos me levassem, eles não foram ousados para me conduzir a Toledo, Ohio, USA, lugar onde os nobres confrades me acolhem como membro perene da International Writers end Artists Association – IWA, quando posso votar na escolha do Prêmio Nobel da Literatura e Prêmio Nobel da Paz. Meu Deus, quanta bênção na minha vida!
Eu agradeço pela distinção e apreço. E, nesta breve mensagem eu me curvo diante da nobreza desta gloriosa instituição. Eu, assim como muitos amazônidas, fui à luta, ‘caí no mundo’, como se diz popularmente. E foi nele que aprendi as lições mais sublimes, que redimem meus pecados e lavam a minh’alma feminina, forte e livre para ir adiante, sempre, promovendo a Língua Portuguesa, o Ensino Superior, a Graduação e a Pós-Graduação da Universidade Federal do Acre, a Cultura Amazônica, a Pesquisa Científica Brasileira, a Poesia e a Literatura de expressão Amazônica.
Por tudo que recebo eu digo à Embaixadora at Large do Parlamento Mundial dos Estados para Segurança e Paz e Presidente de Honra da IWA, a brasileira, Dra. Teresinka Pereira, que poderá apertar minha mão e sentir que carrego na alma, na vida, na profissão que exercito com amor e dignidade, a arte, a cultura, a vida e o humanismo, olhando-os como um legado precioso para aqueles que chegarão depois de nós.
E o melhor de tudo é que embora não estejamos diante do mesmo espelho, estamos nos olhando sempre pelos caminhos da literatura, da arte, da cultura, do cultivo ao idioma pátrio. É como diz Guimarães Rosas"o mais importante e bonito do mundo, é isto: que as pessoas não estão sempre iguais, ainda não foram terminadas - mas que elas vão sempre mudando”. Afinam ou desafinam. E nós, ao que tudo indica, temos afinado a canção amazônica e porque não dizer brasileira?
É grande a honraria em ser confreira de Renã Leite Pontes (Brasil); do Príncipe Di Manzartille (Itália); Eduardo Galeano (Uruguai); Toni Morrison (Prêmio Nobel de Literatura – (USA); Ariano Suassuna (Brasil); Fernando Henrique Cardoso (Presidente do Brasil, 1994 - 2002); Leonardo Boff (Brasil); Prince Giuseppe Benvenuto 1o Agatino Raddino de Gevaudan de la Casa Real di Horistal y de las Valadas Occitanas (Itália), Marcel Marceau (France), Noam Chomsky (USA), Fernando Alegria (Chile), Carlos Drummond de Andrade (Brasil), Rigoberta Menchü (Peace Nobel Prize in 92, Guatemala) Ernesto Sábato (Argentina); Melina Merkuri (Grécia), Hedi Bouraoui (Tunísia), Príncipe Dom Duarte Nuno Joäo Pio de Orleans e Bragança (Portugal), Eugene Ionesco (Romania), Jorge Guillön and Francisco Garcia Pavön (Espanha), Juan Rulfo (México), Julio Cortäzar (Argentina), Fröddric Maire (França), dentre outros importantes escritores e acadêmicos, nos 137 países de espectro da associação.
Eu sou de estatura pequena para caminhar ao lado de tantas grandezas, mas honrarei esse diploma como o maior tesouro que a vida me presenteou na estação outonal dos meus 60 anos.
Que Deus nos ilumine e nos abençoe sempre. Aceite minha eterna gratidão.
Respeitosamente,
Luísa Galvão Lessa Karlberg IWA













9 comentários:

Adma Martins Araújo disse...

Essa é minha querida professora, exemplo de sabedoria, honradez, humildade, elegância. Orgulho-me de ter sido sua aluna, aprendi tanto tanto, que nunca vou esquecê-la.

Carlos Alberto Alves dos Santos disse...

É uma brasileira a ultrapassar fronteiras pelo conhecimento científico e literário. Parabéns ilustre escritora. Eu sou fã de seus textos e nesta carta vejo a beleza de mulher! Ufffa.

Eduardo Jorge Silveira disse...

O Brasil e os talentos ocultos. São pessoas de calibre que devem ser guindadas no panteão da República. Essa mulher é nota mil.
Eduardo Jorge Silveira

Antonio Ramos Oliveira disse...

Eu sou fã das pessoas dotadas da boa escrita, dos bons textos, Isso hoje é uma raridade. E essa escritora, Dra. Luiza Lessa é um fenômeno, tanto escreve bem como verseja, é genial para mim. parabéns grande dama das Letras.

José Ramos Dutra disse...

Querida escritora, eu sempre soube que chegaria longe, isso porque és merecedora de todas as glórias. Agora chegas ao IWA - a IWA é a maior entidade literária e artística do mundo, composta por mais de 1.200 membros. Aí é seu lugar. Voa, escritora linda. Parabéns!

Adalberto Souza Filho. disse...

A força da mulher brasileira está aqui representada no talento dessa nobre dama que agora está na IWA. É um acontecimento memorável que nenhum político atribui valor. Esse país não prestigia seus vultos, antes o mundo lá fora. Vi que esta mulher é grandiosa, soberba, elegante, sábia, sensível, doce, inteligente. Eu me curvo aos teus pés, Luisa Lessa.

Adriana Regina Alves disse...

Arrebentou, minha professora. Esse Diploma lhe coloca no ápice dos grandes escritores e poetas do mundo. É um prêmio muito merecido nos seus 60 anos. Grande mulher, meu Deus! Eu orgulho-me em ter sido sua aluna. Aprendi lições preciosas para a vida, para a profissão, com o seu exemplo de educadora, mulher, amiga, mãe. A senhora é o maior exemplo de vida acadêmica que se tem na história da UFAC. Agora entra para a História Mundial.Parabéns, parabéns, parabéns! Adriana Regina Alves

Adriana Regina Alves disse...

Arrebentou, minha professora. Esse Diploma lhe coloca no ápice dos grandes escritores e poetas do mundo. É um prêmio muito merecido nos seus 60 anos. Grande mulher, meu Deus! Eu orgulho-me em ter sido sua aluna. Aprendi lições preciosas para a vida, para a profissão, com o seu exemplo de educadora, mulher, amiga, mãe. A senhora é o maior exemplo de vida acadêmica que se tem na história da UFAC. Agora entra para a História Mundial.Parabéns, parabéns, parabéns! Adriana Regina Alves

Jose do Carmo Carile disse...

Querida professora, escritora e amiga, parabenizo por tão significante conquista, que premia e coloca no lugar merecido, está nobre acreana dotada de muita inteligência e sobretudo de muita humildade. Me orgulho de compartilhar de sua sincera amizade. Sucesso sempre !!!

A vida da gente é feita assim: um dia o elogio, no outro a crítica. A arte de analisar o trabalho de alguém é uma tarefa um pouco árdua porque mexe diretamente com o ego do receptor, seja ele leitor crítico ou não crítico. Por isso, espero que os visitantes deste blog LINGUAGEM E CULTURA tenham coerência para discordar ou não das observações que aqui sejam feitas, mas que não deixem de expressar, em hipótese alguma, seus pontos de vista, para que aproveitemos esse espaço, não como um ambiente de “alfinetadas” e “assopradas”, mas de simultâneas, inéditas e inesquecíveis trocas de experiências.